Testemunho: Hugo Fernandes

Testemunho: Hugo Fernandes

“Se Deus deu aos homens a capacidade de elaborar uma atividade física, é porque ele sabe, que a mesma pode transformar a vida das pessoas.”

A Box 5.7 CrossFit sem dúvida que transformou a minha vida para muito melhor.

Já tinha conhecimento que um dos meus grandes amigos de infância (Marcos Costa Pinto) iria abrir  a 1ª box afiliada de Guimarães, por curiosidade fui experimentar, corriam meados de Outubro de 2015. Fui juntamente com um colega de trabalho e acabei por ficar, foi amor à primeira vista, se bem que saí do treino sem ver nada pois estava completamente de rastos. 😀

Já nem me lembro do que foi mas sei que tinhas burpees e mal eu sabia que iria ser uma das palavras que iria ouvir mais nos próximos tempos e que eu nem sabia que vinha no dicionário, quanto mais nos exercícios físicos.

Sei que me fez lembrar dos momentos em que estive no exército e foi das melhores alturas que tive a nível físico e psicológico na minha vida e isto ajudou-me muito a querer voltar e a inscrever-me.

“Mente sã em corpo são”

Até então frequentava um ginásio como muitos de nós, mas já não havia motivação, entretanto fui jogar futsal para a 3ª divisão, mas como era guarda-redes não me mexia tanto. Até que finalmente encontrei algo que me preenchia. O CrossFit.
Acabei por reencontrar amigos de escola, amigos da vida e principalmente a box deu-me a conhecer pessoas novas e sem dúvida pessoas fantásticas o que me fez querer voltar cada vez mais à nossa “caixota”.

Fiquei sem dúvida apaixonado pelos momentos proporcionados na “nossa” casa e mesmo dos nossos convívios únicos que temos.

Além dos grandes atletas com quem partilho a box, tive o prazer de conhecer grandes mestres, como o meu amigo de infância Marcos Costa Pinto que sempre me ajudou e é um confidente a quem agradeço muito, ao Paulo Almeida que já deve estar farto de me aturar, principalmente quando vou à hora de almoço e leva comigo uma hora sozinho, obrigado.

À nossa grande Vera Silva, obrigado por toda a paciência em todos os treinos e por não nos deixares desistir, fazes mesmo lembrar o exército (eheheheh) e ao grande Bruno Matos que, nos inícios nos dava cabo do corpo e sempre me irei lembrar de que “convém respirares senão podes morrer”. Eheheh, palavras sábias meu amigo. 😀
Sem esquecer a minha amiga de infância Nádia Costa Pinto que nunca nos deixa desistir e está sempre a ajudar-nos.

Obrigado a todos por ajudarem a pintar a tela da minha vida com cores mais alegres. 😀
Obrigado pela comunidade que construímos.
Obrigado 5.7 Crossfit.

Até já.