Testemunho: Tobé

Testemunho: Tobé

Corria o mês 1 de 2016, quando a convite de um amigo ( João Almeida ) me falou da box 5.7. O João tinha ido fazer uma aula experimental e partilhou comigo a sua experiência, algo como … “não tem nada a ver com ginásios… o prof. está sempre ao teu lado a corrigir a tua postura quando fazes os exercícios, preocupa-se com o teu bem estar… TENS DE EXPERIMENTAR“.

E pronto, lá fui à aula experimental. Conheci o coach Paulo Almeida e o coach Bruno Matos. Começaram por explicar que a aula teria a duração de 1 hora, na qual iríamos fazer 3 rondas de 5 exercícios, para aquecer os músculos que iríamos treinar, nos minutos seguintes, e que o aquecimento teria a duração de 15 a 20 minutos aproximadamente.

Via ali profissionalismo, uns coaches preocupados com o aquecimento, exemplificavam todos os exercícios e posturas pretendidas para tirar partido de todos os movimentos. Já pensava em como espetacular seria o dito treino após o aquecimento.

Pois bem, 1a ronda altamente, fazia tudo sentido. Os coaches a corrigir os nossos movimentos, a alertar-nos para sentir o músculo que estava-mos a trabalhar (sinal de boa postura), etc… 2a ronda ,já suava. 3a ronda, perguntava-me se aquilo era o aquecimento como seria o dito treino?! Já estava cansado e já quase não tinha forças (pensava eu). Aliás, já tinha suado tanto como nos tempos do ginásio.

Foi nesse preciso momento que todo o profissionalismo dos coaches apareceu. Sempre a motivarem, não deixaram que o nosso pensamento em como estavámos esgotados imperasse… Posso dizer que desconhecia a energia que ainda temos quando pensamos que estamos esgotados.

Essa foi a diferença sentida, quando me apetecia pegar na toalha e bazar (desde a 3a ronda do aquecimento) apareceram os coaches e incentivaram mais 40 minutos de treino. Era isso que pretendia. Profissionalismo, acompanhamento por parte dos professores, aulas totalmente diferentes do que conhecia. Inscrevi-me na box 5.7 Crossfit Guimarães.

Hoje posso dizer, que a camaradagem patente naquela box foram obra dos coaches Paulo, Bruno, Vera e claro do professor Marcos.

Também posso dizer que, aqueles que sofrem comigo durante as aulas, são hoje meus amigos. Motivamo-nos, partilhamos histórias, rimo-nos, cansamo-nos, dizemos mal quando vamos correr, quando fazemos “bear crawl” e quando vemos aquele quadro negro com muitos exercícios.

A ti Paulo Almeida, eu e o sócio Rui Henriques, adoramos e odiamos em igual medida!

P.S. Sócio amanhã lá estamos.