Testemunho: Isadora Vale

Testemunho: Isadora Vale

Há doze meses atrás correr com o meu filho de 5 anos era praticamente sufocante. Não o conseguia acompanhar, portanto a solução era ficar em casa no sofá.

Há doze meses atrás acompanhar o maridão era extremamente difícil, portanto a solução era ficar em casa no sofá.

Caminhar era aceitável, mas correr não o era.

Dia 23 de Janeiro de 2016, sábado, entrei na box pela primeira vez, pensando que só ia ver, conhecer…contudo a abordagem foi decisiva. Inscrição feita na hora e pensei: “Agora seja o que Deus quiser”.

Segunda feira seguinte, lá estava eu, pronta e equipada para levar a maior coça da minha vida. E assim foi! Os dias seguintes foram muito maus! Dores pelo corpo todo…subir e descer escadas era terrível, levantar braços, uma missão praticamente impossível… Os dias foram passando e o “DEMÓNIO” Coach Paulinho que me acompanhava e nunca me largava (e ainda hoje o faz), nunca me deixava sozinha nesta luta, nunca se esquecia das minhas limitações e nunca desistiu de mim.

A alimentação acompanhou o meu percurso, os hábitos foram mudando e a box passou a ser a minha segunda casa. Fomos formando uma cumplicidade digna de uma segunda família. Razões que justificam a minha atual forma de estar e de ver o exercício físico. Razões que justificam o meu bom humor, a felicidade de acompanhar o meu amor e poder correr atrás do filho. Agora ficar no sofá não é aceitável!!

Obrigado 5.7 CrossFit, de coração!